1° dia da SM Facilities na NAB 2022

Compartilhar

Neste domingo começou a NAB e a SM Facilities estava presente.

O dia começou com o SET’30, o tradicional seminário da Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão, que acontece anualmente à 7h30 na NABShow.

Primeiro painel

No primeiro primeiro painel, moderado por Carlos Cauvilla, do SBT, José Luís Reyes apresentou as soluções da LiveU para a contribuição remota com ultra low latency e protocolos de retorno e controle das câmeras remotas. Em seguida, Cauê Franzon mostrou a estrutura que a RBS TV desenhou e está utilizando para a transmissão de conteúdo remoto com redução de mais de 50% do custo da estrutura tradicional. A RBS adota um processo de evolução gradual e a ideia é evoluir na quantidade de câmeras até que o modelo possa ser usado também em eventos esportivos, que demandam pelo menos 12 câmeras. A limitação ainda está relacionada à conectividade que deverá ser solucionada com a evolução do 5G.

Logo após, Madeleine Noland, presidente da ATSC, fez uma exposição da evolução e da adoção do ATSC 3.0 pelo mundo, e das funcionalidades e vantagens do sistema, que foi adotado na Coreia do Sul em 2016, e em 2017 com o lançamento do 4K Ultra HD. Nos EUA já atinge mais de 50% dos domicílios, com expectativa de 85% até o fim de 2022. Já a Jamaica lançou o ATSC 3.0 em 2022, com objetivo de desligar o analógico em 2023.

Madeleine nos contou que está muito impressionada com o projeto de seleção e testes do ASTC 3.0 no Brasil, e mostrou as iniciativas de interesses de alguns outros países, especialmente Canadá, México e várias nações do Caribe.

Segundo painel

No segundo painel, moderado por Caio Klein, da TVE-RS, Jurandir Pitsch mostrou as soluções e capacidade da SES para o setor e da migração de banda para atender ao 5G, com todos desafios que envolvem o projeto. Os desafios aumentam com o 5G demandando cada vez mais e mais espectro. O satélite torna-se ainda muito relevante por conseguir atender regiões mais distantes, além de ser uma solução mais ecológica que a fibra, devido à sua necessidade de infraestrutura. Demonstrou a preocupação do mercado sobre o modelo de negócio de algumas iniciativas e reforçou o modelo de negócio da SES, com foco no atendimento personalizado de clientes e de regiões. Marcelo Amoedo, da Intelsat, falou do mercado competitivo das plataformas de produção e distribuição de conteúdo e das soluções e aplicações com foco na monetização de conteúdo em aviões, que se tornam pontos de venda e ferramentas de retenção. Gol e LATAM são duas das companhias que tem parceria com a Intelsat. Só no Brasil as duas companhias transportam 60 milhões de passageiros ao ano, com crescimento anual de até 8% de aeronaves conectadas. Ambos responderam perguntas sobre as antenas direcionais, que deverão ser elétricas em breve e destacaram que um mercado importante que está se desenvolvendo é o de navios de cruzeiro.

É possível acompanhar as apresentações e painéis através do canal da SET no Facebook, inclusive gravados.

Acessar a retransmissão

Após o SET’30, foi a vez de visitar a feira, onde circulamos pelos pavilhões Norte e Central.

A NAB está menor mas nem tanto, com diversos expositores participando pela primeira vez e alguns tradicionais. Alguns estandes realmente diminuíram, com alguns apenas marcando presença. Mas outros ainda são grandes. A Blackmagic ainda usa um espaço muito grande, desta vez no North Hall, embora não tão grande como era no antigo South Hall. A Evertz deixou mais aberto mas ainda assim grande como antes. A Sony manteve sua tradicional posição e tamanho.

Alguns destaques:

  • As soluções de cenários virtuais com painéis de LED, demonstradas no Virtual Production State, que é uma evolução do que vimos há 4 anos por aqui.
  • A Forecast, que oferece móveis inteligentes para broadcast com sistema de áudio monitor direcional embutido, que permite monitoração e retorno de várias fontes no mesmo ambiente sem qualquer interferência.
  • As mini câmeras da AtomOne que está concorrendo a produto do ano na NAB2022 com uma de suas criações.
  • Outro concorrente a produto do ano é o estúdio portátil da Studiobox que comporta até 7 câmeras e pode ser controlado pelo próprio apresentador ou repórter.
Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Inscreva-se na nossa newsletter e não perca nenhuma notícia.

Veja outros artigos

3° dia da SM Facilities na NAB 2022

Primeiro painel do dia no NABShow debatendo o futuro com o streaming, ministrado pelos especialistas: Maurício Félix, Yassue Inoki, Srini e Stefan Leder O primeiro

2° dia da SM Facilities na NAB 2022

Primeiro painel No primeiro painel do dia, moderado pelo Eduardo Lopes, da Rede Amazônica, Jurandir Pitsch apresentou os serviços em nuvem da SES, em um

1° dia da SM Facilities na NAB 2022

Neste domingo começou a NAB e a SM Facilities estava presente. O dia começou com o SET’30, o tradicional seminário da Sociedade Brasileira de Engenharia